As Crônicas de Amn

3ª Sessão (31/03/12) e 4ª Sessão (06/04/12)

Dia 09

Os personagens estão a caminho de Amnwater acompanhados de Tricia. Descansam à noite num monte que é dito sagrado e protegido. No acampamento, conhecem uma Tricia diferente: mais séria e focada.

Dia 10

Chegam a Amnwater e encontram uma cidade com muita gente e com uma quantidade apreciável de mendigos. Eventualmente encontram os anões numa parada para caravanas. Tricia tem um desentendimento com Joryn e passa parte do tempo resolvendo outros assuntos na cidade. Por fim, após conhecerem todos os anões, partem de Amnwater sem Tricia. No caminho, Darius conversa muito com eles, tornando a viagem menos cansativo. Ao final do dia, conseguem chegar às ruínas com a ajuda de Nathan.

Dia 11

A exploração das ruínas começa cedo. Parte dos anões e dos guardas ficam do lado de fora protegendo a caravana enquanto outra parte entra no lugar junto com os mercenários. A exploração revela restos de ossos e instrumentos de mineração no local, vestígios daqueles que fizeram uso das minas muitos anos atrás.

Em certo ponto encontram uma porta barrada por uma lança, mas sem muitos problemas passam por ela. Enquanto desciam uma série de escadas esculpidas nas rochas, eles são atacados por aranhas gigantes. Nesse difícil combate, Joryn quase é morto, mas Martin o salva.

Após a luta, Martin e Joryn se encontram separados do resto do grupo, pois parte das escadas estão destruídas entre o lugar eles caíram e as salas superiores. Nessa formação eles encontram uma sala que parece ter sido uma prisão de forma piramidal, com mensagens escritas numa forma antiga do idioma anão, além de rostos de anões gravados na pedra. Enquanto isso, Martin e Joryn chegam a uma sala repleta de armas e armaduras de excelente qualidade.

Com ajuda de uma corda, Joryn e Martin conseguem voltar para onde estavam os outros e assim todos decidem retornar para o lado de fora das ruínas. Lá, eles confidenciam aos outros o que aconteceu e trabalham na construção de uma pequena ponte de madeira para evitarem o buraco nas escadas.

À noite, enquanto guardavam o acampamento, os mercenários dos Golden Vultures recebem a visita de Targus, o coletor, que veio devido à enorme dívida contraída por Darius com os Shadow Thieves. O elfo parecia saber que eles estiverem em Amnwatar e os seguiu até as ruínas, mas ainda assim prefere evitar derramamento de sangue. No final, os Golden Vultures dizem que os anões podem pagar a dívida e marcam de se encontrar no dia seguinte.

Dia 12

A aparição do coletor é informada aos Silveraxe. Joryn reage violentamente à notícia, destacando a vergonha que Darius seria para o clã. No final, eles ficam de voltar as ruínas e trazerem as armas para negociarem pela dívida do anão. Targus fica satisfeito com o acordo e aguarda nas proximidades do acampamento enquanto uma nova expedição é feita para as ruínas.

Voltando aos túneis, Valena consegue identificar as inscrições assinaladas na prisão. A comitiva usa a “ponte” para continuar descendo nos túneis e tiram os objetos valiosos da sala de armas (que parecem ser todos mágicos). Mais abaixo, encontraram uma sala grande que devia servir de dormitório para anões militares.

Os anões ficam num ponto seguro enquanto os mercenários continuam a exploração escada abaixo. No caminho são atacados por uma terrível criatura com patas de aranha e corpo de drow: um drider. Após um combate difícil, eles derrotam o monstro

Descendo ainda mais as escadas, encontram um cômodo repleto de aranhas e teias de aranha. Lá dentro também há um anão aparentemente vivo enrolado num casulo de teias. Após derrotarem os aracnídeos, o grupo salva o anão, apenas para descobrir que se trata de um duergar.

As escadas finalmente chegam no nível inferior, que está coberto de água, mas há um túnel submerso bloqueado por rochas. Através de grande esforço físico, Nathan e Harry conseguem desbloquear o túnel e fazer a água escoar. Descobrem ao final que o caminho dá numa mina de prata.

Na volta ao lado de fora da montanha, os Golden Vultures conversam precariamente com o duergar (que não entende muito o idioma da superfície). Fica acertado de voltarem a Amnwater e venderem as armas lá para pagarem a dívida de Darius. Targus fica satisfeito com a negociação.

Dia 13

A caravana volta a Amnwater, onde vendem as armas e pagam a dívida ao coletor. Joryn corta a barba de Darius após a dívida ser paga. Tricia recebe as notícias de como foi a expedição e cumprimenta os mercenários por seu desempenho. Ao final, voltaram a Purskul.

Comments

Italo

I'm sorry, but we no longer support this web browser. Please upgrade your browser or install Chrome or Firefox to enjoy the full functionality of this site.